Ir para conteúdo 1 Ir para menu 2 Ir para busca 3 Ir para rodapé 4 Acessibilidade 5 Alto contraste 6

---

  • ?
  • ?

---

  • ?
  • ?


Conheça o novo Secretário de Agricultura de Cordilheira Alta

Publicado em 07/02/2017 às 11:36 - Atualizado em 07/02/2017 às 11:36

Marcelo Graciani fala sobre suas expectativas frente a pasta de Agricultura do município de Cordilheira Alta. O novo Secretário  Municipal afirma que tentará implantar um sistema mais empresarial na gestão pública e garante que será um gestor que valorizará os demais servidores do setor.  

A Secretaria Municipal de Agricultura é uma das principais pastas da administração municipal de Cordilheira Alta, devido a importância do setor para a economia do município. O novo secretário da pasta, Marcelo Graciani, obteve experiência no setor público quando esteve no ano de 2006, frente ao departamento de Cultura, Esporte e Turismo da antiga Secretaria de Desenvolvimento Regional de Chapecó, hoje nominada Agência de Desenvolvimento Regional. Graciani vem do setor privado, de onde espera trazer experiências de gestão aplicáveis ao  setor público, respeitando os limites impostos pela legislação.  Além da experiência do  governo do estado, Marcelo Graciani trás no curriculum passagens por grandes empresas, como o antigo Banco ABN (hoje Santader), Tozzo e Cia, Librelato e Scania.

O novo Secretário explica que os primeiros dias frente a pasta são de conhecimento dos programas que já estão em andamento e reorganização do setor. “Neste primeiro momento estou avaliando os seis programas que já existem na secretaria, que são ótimos programas inclusive, mas sempre há o que ajustar. A questão da organização interna também, primeiro tenho que conhecer a fundo o modo como as coisas aconteciam ates de eu chegar, para que eu possa alterar, aprimorar ou mesmo dar continuidade ao que já está dando certo”, ressalta.  Marcelo Graciani espera implantar um sistema empresarial na gestão da Secretaria de Agricultura. “Como já falei, o trabalho que vinha sendo feito na Secretaria era é muito bom, mas é claro que sempre que há troca de comando, sempre que se inicia uma nova gestão, algumas coisas precisam ser mudadas para que se aplique o sistema de administração  dos novos gestores. Tenho novos projetos para colocar em prática, mas antes disso precisamos conhecer bem  e organizar aquilo que já está em andamento. O que eu posso adiantar, é que espero aplicar um modo mais empresarial na gestão da secretaria. Sei que a lei não permite que se administre no setor público da mesma forma que no privado, mas até onde pudermos implantar um sistema mais profissional vamos fazer, principalmente na questão do maquinário, das manutenções, da logística  e da cobrança de resultados ”, explica.

Graciani acredita que conseguirá desempenhar um bom trabalho frente a pasta de Agricultura pelo respaldo que recebeu tanto do prefeito Carlos Alberto Tozzo como do vice Altemir Pedersseti, mas principalmente porque conta com uma ótima equipe de servidores públicos, segundo sua avaliação. “Tenho que agradecer a confiança do prefeito Picasso e do vice Pico e também agradecer pelo modo que fui recebido pelos servidores do setor. Temos uma equipe bastante focada, com uma média de idade bastante baixa o que eu acho ótimo. Vou ser um secretário que prezará sempre pelo diálogo com os servidores. É claro que é necessário que haja cobrança, mas hoje em dia, não vejo como um gestor liderar uma equipe na base da pressão. Quanto a isso acho que não teremos problema, entendo que é preciso haver uma harmonia muito grande entre o gestor e os demais servidores, um precisa do outro, e se tudo funcionar desta forma, quem ganha é o munícipe e esse é justamente o nosso objetivo: Prestar um serviço público do agrado do munícipe, e no nosso caso, que atenda as expectativas do nosso agricultor, pois são eles que pagam o nosso salário”, finaliza.