---

  • ?
  • ?

---

  • ?
  • ?


VIDA NOVA PARA MAIS DE 30 PACIENTES DE CORDILHEIRA ALTA QUE VOLTARÃO A OUVIR NORMALMENTE, GRAÇAS AO INVESTIMENTO PIONEIRO DO GOVERNO MUNICIPAL EM APARELHOS AUDITIVOS

Publicado em 17/06/2019 às 10:41 - Atualizado em 17/06/2019 às 10:41

O governo de Cordilheira Alta, através da Secretaria Municipal de Saúde e Assistência Social, mais uma vez realiza investimentos em áreas que deveriam ser de responsabilidade do governo do estado. Desta vez os recursos serão investidos em favor de pacientes que sofrem de problemas auditivos. Através do convenio com o CIS AMOSC, Cordilheira Alta estará disponibilizando gratuitamente para a população, aparelhos auditivos, além de todos os procedimentos e exames necessários, tanto para a avaliação como para a manutenção dos equipamentos durante todo o tempo em que o paciente utilizá-lo. Segundo a Diretora de Saúde, Rafaela Dezen, estes procedimentos seriam de responsabilidade do Governo do estado, mas o município se preocupa com a situação de pacientes que aguardam por anos pelos aparelhos. “Esta é uma obrigação do governo do estado que deveria fornecer dois aparelhos por ano para o município, mas nem isso vem ocorrendo, já que em 2018 tivemos apenas um aparelho disponibilizado e neste ano mais um. Mesmo se recebêssemos os dois por ano seria muito pouco, já que temos 31 pacientes na fila e alguns esperando desde 2015, então o prefeito Carlos Alberto Tozzo autorizou que realizássemos os procedimentos via CIS AMOSC. Estamos preocupados com a qualidade de vida destes pacientes, por isso vamos realizar todos os procedimentos em duas etapas, uma em julho e outra em agosto. Estes 31 pacientes já realizaram todos os procedimentos necessários e após a colocação do aparelho, o município também dará todo o suporte de manutenção e exames necessários por toda a vida, enquanto estiverem utilizando. Problemas auditivos prejudicam os pacientes em diversas áreas da vida, por isso a nossa preocupação em resolver este problema o mais rápido possível. Acreditamos que a partir disso, todos terão possibilidade de seguir com todas as suas atividades normalmente. Novos pacientes terão que passar também por todos os procedimentos necessários de avaliação, para se comprovar a real necessidade do aparelho”, finaliza.