---

  • ?
  • ?

---

  • ?
  • ?


PROFISSIONAIS DE CORDILHEIRA ALTA APRESENTAM EXPERIÊNCIA LOCAL EM SEMINÁRIO REGIONAL SOBRE EDUCAÇÃO INCLUSIVA

Publicado em 27/08/2018 às 09:35 - Atualizado em 27/08/2018 às 09:35

Representando a educação de Cordilheira Alta, as professoras Ana Paula Dal Santo, Diretora do Centro Educativo Municipal Mediação, e Maike Elize Techio, Diretora Geral de Ensino da Secretaria Municipal de Educação, participaram do primeiro Seminário de Educação Inclusiva, promovido pela Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS), onde apresentaram um trabalho desenvolvido na rede municipal com o título “ A experiência de uma criança com Síndrome de Down na educação Infantil”. Segundo a professora Maike, a apresentação se pautou no fato de que não foram necessárias adaptações especiais para promover a inclusão. “O que compartilhamos na mesa redonda da qual participamos, foi simplesmente o fato de que não há nenhum trabalho especial realizado no município para a inclusão da criança com Down, por entendermos que não há diferença dela para com os demais alunos.
A partir do acompanhamento da criança na educação infantil, observou-se que não foram necessárias a adaptações curriculares, tão pouco a criança demonstra dificuldades de interação e relacionamento com os colegas ou com os adultos com quem convive na instituição escolar. Sua participação em todas as experiências propostas acontece de maneira semelhante aos seus colegas”, comenta Maike.
O I Seminário de Educação Inclusiva, políticas educacionais e práticas de inclusão, foi um evento promovido pelo Grupo de Pesquisa em Políticas e Práticas de Inclusão (GPPPIn/UFFS/CNPq), em parceria com o Programa de Extensão Caminhos da Práxis da UFFS, com a Associação dos Municípios do Oeste de Santa Catarina e com a Secretaria Municipal de Educação de Chapecó. O objetivo foi mobilizar discussões sobre a inclusão, no âmbito educacional. Reuniu um público de mais de 600 pessoas, formado por professores, estudantes, pesquisadores e gestores da educação básica e superior, da região de abrangência da UFFS – Campus Chapecó. Durante o evento, foi debatido o acesso, a permanência, a convivência e a aprendizagem de estudantes com deficiência(s), transtornos globais do desenvolvimento e altas habilidades/superdotação. Foi um espaço de trocas de experiências e de reafirmação do compromisso com a promoção da educação como um direito de todos, comprometida com a inclusão de grupos sociais discriminados negativamente ao longo da história.